Centro de Educação a distância

 

                  Por Vanessa Vieira Secom-UnB

 

A quarta Reunião Extraordinária do Fórum Nacional do Sistema da Universidade Aberta do Brasil (UAB), realizada na Universidade de Brasília nos dias 28 e 29 de junho, reuniu cerca de 90 coordenadores de Instituições de Ensino Superior de todo o país que ofertam Educação a Distância (EaD) pelo Sistema UAB.

Para Maria Aparecida Knuppel, vice-presidente do Fórum Nacional dos Coordenadores da UAB, o encontro tem importância estratégica para a educação a distância no país. “Hoje temos a rede UAB, em que cada universidade trabalha individualmente em seu arranjo institucional. Ao longo dos últimos meses, um grupo de trabalho formulou uma nova proposta para o sistema, chamada UAB em Rede. A nova perspectiva envolve várias redes dentro dessa maior, com mais integração entre as universidades, institutos e polos, que poderão compartilhar entre si materiais, trabalhos dos docentes, entre outros”, explica.

A proposta da UAB em Rede foi apresentada aos coordenadores presentes no evento e será levada por esses gestores para suas respectivas instituições para que seja analisada. Em agosto, eles farão novo fórum para dar andamento ao projeto.

“Desde o ano passado, nós temos enfrentado um processo difícil, reflexo do cenário político e econômico que vivemos no Brasil”, afirma Eronilma Barbosa, também vice-presidente do Fórum da UAB. Ela acredita que, por meio da Universidade Aberta do Brasil, é possível o país entrar em um novo momento na educação a distância.

O decano de Ensino de Graduação da UnB, Mauro Rabelo, ressalta que entre os esforços do grupo de trabalho da Universidade Aberta do Brasil está o de que o governo e os órgãos competentes no assunto compreendam a importância de fomentar essa modalidade de ensino. “Não dá para imaginar que seja possível cumprir minimamente algumas das metas do Plano Nacional de Educação sem a educação a distância”, destaca.

Segundo Nara Maria Pimentel, presidente do Fórum, entre os objetivos da reunião também estava o debate sobre a situação atual do Sistema. “A UAB completou uma década esse ano, o que significa que há 10 anos a educação a distância vem sendo implementada no Brasil. Tivemos um avanço no seu reconhecimento como modalidade educativa, mas temos que avançar na avaliação, na qualificação dos cursos ofertados e nos aspectos ligados ao financiamento”, afirma.

O fórum também culminou na formulação de um documento que será encaminhado à Capes, com considerações dos coordenadores sobre diversos pontos debatidos e propostas de mudanças e melhorias no Sistema UAB.

Foto: Júlio Minasi/Secom UnB

Copyright © UnB|CEAD|Centro de Educação a Distância
Campus Universitário Darcy Ribeiro - Brasília - DF