Centro de Educação a distância

Autora: Paula Pereira Scherre

A world wide web, ou só web, ou mesmo internet é algo que está em nosso dia a dia, que nos permite, por exemplo, falar, escrever, ver vídeos, acessar serviços, bancos, compras, conversar com amigos e familiares, ler jornais, revistas, blogs, estudar via computador, celular, tablet, entre outros dispositivos. Apesar de ser tão cotidiana, você já deve ter vivido situações nas quais encontrou dificuldades para acessar algum desses serviços ou realizar algumas dessas atividades na web, não é? Pois bem, se pensarmos em pessoas com deficiência ou mesmo nos idosos, os obstáculos encontrados na web podem ser verdadeiras barreiras e ocasionar impedimentos ao seu pleno uso e acesso.

De acordo com o Comitê Gestor da Internet no Brasil, pensar em acessibilidade na web significa justamente que pessoas com deficiência também podem usar a web, ou seja, devem poder “perceber, entender, navegar, interagir e contribuir para a web. E mais. Ela também beneficia outras pessoas, incluindo pessoas idosas com capacidades em mudança devido ao envelhecimento” (Fascículo I – Introdução, p. 21).

Mas como aprimorar a acessibilidade na web? Há um conjunto de orientações e diretrizes que podem ajudar profissionais, que tenham contato publicação de informações e serviços na internet, a aprimorarem a acessibilidade de suas páginas, sítios, portais, aplicativos, blogs etc. Para acessar mais informações sobre esses temas, recomendamos alguns materiais de estudo e pesquisa:

 
 
Copyright © UnB|CEAD|Centro de Educação a Distância
Campus Universitário Darcy Ribeiro - Brasília - DF